Genotipagem do HIV-1

Por: Dr. Celso Granato, Dr. Fernando Lopes Alberto?


Por meio do seqüenciamento do genoma do HIV-1, o teste de genotipagem permite a definição do padrão de sensibilidade e/ou resistência do vírus para todos os anti-retrovirais atualmente empregados. Em algumas situações clínicas é o melhor recurso laboratorial para a escolha do tratamento, particularmente em pacientes com insucesso terapêutico após um ou múltiplos esquemas.

O teste detecta todos os genótipos do vírus e tem sensibilidade elevada, podendo ser realizado a partir de 500 cópias/ml.

Uma característica relevante do teste é sua capacidade em analisar adequadamente os genótipos não-B do HIV-1, em particular, o genótipo F - presente em cerca de 10% dos pacientes brasileiros infectados (veja figura abaixo), além de genótipos recombinantes como FB, BD, e CRF1-AE. Esse aspecto é crítico, pois alguns laboratórios internacionais têm seus testes dirigidos apenas ao genótipo B, levando a insucesso na análise de outros tipos, como o genótipo F.





Ficha técnica do testeMaterialSangueMetodologiaSeqüenciamento dos genes da protease e transcriptase reversa do HIV-1Preparo do pacienteNenhumPrazo de resultado7 diasCondições necessáriasCarga viral > 500 cópias/uLFonte: http://www.fleury.com.br/